Afinal, de quem é o Pré-Sal?

21 de outubro de 2013: data agendada pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) para a 10 Rodada do Pré-Sal, onde, oficialmente, foi ofertada na forma de partilha uma área nobre da camada Pré-Sal, denominada Campo de Libra, situada na Bacia de Santos (sul da costa do Rio de Janeiro). Tratava-se do primeiro leilão de uma área do pré-sal; as demais áreas foram entregues à Petrobras por concessão ou cessão onerosa. Inicialmente, 40 petrolíferas mundiais demonstraram interesse, porém, 11 permaneceram e apenas 9 garantiram participação, mediante pagamento de um vultoso bônus. Chevron, Statoil e BP, que operam efetivamente em outras áreas no território brasileiro, decidiram não investir no então maior campo do pré-sal. Os motivos? Puramente estratégicos. Dentre eles, a motivação no investimento em outras fontes de energia e, principalmente, o desacordo com relação à mudança no marco regulatório nacional do petróleo, instituído em 2010.

Resultado: uma única oferta oriunda de um único consórcio, oferecendo à União o percentual mínimo fixado no edital: repassar 41,65% do excedente de óleo extraído da produção do Campo de Libra. As opiniões se dividiram. O governo federal considerou o leilão um sucesso; os economistas consideraram o negócio medíocre (nem bom, nem ruim); já alguns partidários foram totalmente contra o leilão, ideologicamente alegando que o Brasil entregou o ouro ao bandido.

De Anderson José Maraschin, geólogo (CEPAC/PUCRS).

Para ler na íntegra acesse: Afinal, de quem é o Pré-Sal?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: